Rousseau – Tirinha sobre a liberdade

Esta tirinha sobre a liberdade mostra o pensador suíço Jean-Jacques Rousseau chegando a conclusão que o Facebook não é um território livre.

O homem nasce livre, mas por toda parte encontra-se acorrentado.

Esta tirinha sobre a liberdade mostra o filósofo suíço Jean-Jacques Rousseau chegando a conclusão que o Facebook não é um território livre.

A tirinha de Caetano Cury faz parte da série Téo & O Mini Mundo. Esta tirinha é uma interpretação da obra “Do Contrato Social”, um livro importante na história da filosofia e da política. A principal obra de Rousseau nasceu no Iluminismo e costuma aparecer em vestibulares como o Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio.

O que Rousseau diz nessa tirinha sobre a liberdade:

_O Facebook era terra de ninguém. Mas agora tá cheio de regras. O homem nasce livre, mas por toda parte encontra-se acorrentado. Preciso postar isso.

A ideia de que o homem nasce livre está em sua principal obra “Do Contrato Social”. É a primeira frase de Rousseau no primeiro capítulo do Livro I.

Ele quer dizer que antes da civilização, o homem vivia em um estado natural. Era o bom selvagem. O homem selvagem era livre. A terra pertencia a todos. A natureza era seu lar. Com o tempo, o homem se multiplicou e passou a viver em grupos cada vez maiores. O homem foi de um estado natural para um estado de sociedade. Conflitos inéditos surgiram. Esse cenário justifica a assinatura de um pacto para que todos vivam em harmonia.

Na visão de Rousseau, no estado de sociedade o homem  é obrigado a ser livre. Parece um paradoxo. Mas é ao limitar as liberdades individuais que se chega ao equilíbrio social.

Ele busca:

“Achar uma forma de sociedade que defenda e proteja com toda força comum a pessoa e os bens de cada sócio, e pela qual, unindo-se cada um a todos, não obedeça todavia senão a si mesmo e fique tão livre como antes”. (Rousseau, 2011, p.25)

Referência:

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Do Contrato Social. São Paulo: Ed. Martin Claret, 2011. Título original francês: Du Contrat Social (1762)

Leia mais aqui.

Compre o livro aqui.

No link abaixo tem outra tirinha sobre o Facebook:

Um ser iluminado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *