Qual é o seu problema, cara?

No dia 1º de junho de 2020, Caetano Cury produziu e publicou esta tirinha no Instagram @teoeominimundo como forma de expressar sua indignação com a cegueira que tem afetado muitos brasileiros, especialmente quando o objeto do olhar é a política e/ou a ciência. A tirinha tem dois homens como personagens e é composta por cinco cenas. Na primeira, algo não identificado aparece no chão. Um dos homens segura o outro pelo braço e alerta:
_Ei, cuidado!
_Com o quê? – pergunta o segundo.
Na próxima cena, a Coisa fica um pouco maior e o segundo personagem, ao ser advertido com um “Olha!”, responde:
_Não tô vendo nada.
No terceiro quadrinho, um monstro disforme e asqueroso continua crescendo, o primeiro personagem exclama:
_Ai meu Deus!
Mas o negacionista diz:
_Continuo sem enxergar..
Na penúltima cena, não há diálogo, o monstro está ainda maior e o primeiro personagem olha feio para o segundo.
Finalmente, na última imagem, temos a Coisa ultrapassando os limites do quadrinho e o primeiro personagem segurando o segundo pela camisa e perguntando nervoso:
_Qual é o seu prolema, cara?

A devastação do coronavírus

Em 23 de maio de 2020, quando esta tirinha foi publicada, o Brasil registrou 22.165 mortes provocadas pela Covid-19 e 349.113 casos confirmados da doença. O Brasil já era o segundo país no mundo com o maior número de casos oficiais, atrás de Estados Unidos. Na mesma data, a imprensa internacional repercutia a divulgação do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril em que Jair Bolsonaro disse que poderia pedir às Forças Armadas que intervenham para “restabelecer a ordem no Brasil”. O jornal espanhol “El País”, por exemplo, disse chamar a atenção que, durante as mais de três horas de reunião, a crise do coronavírus foi apenas mencionada, mas nada se discutiu sobre o assunto.

Esta tirinha produzida por Caetano Cury apresenta um cenário apocalíptico com pessoas morrendo nas ruas, cemitérios precários, hospital em colapso e profissionais de saúde atendendo em um condições inadequadas. Como se não bastasse toda esta situação, ainda temos que conviver com uma constante ameaça à democracia, representada na HQ por um presidente gigante parecido com um “boneco de posto”, guiando uma tropa de militares em direção ao interior da imagem. Para não ver tamanha catástrofe, basta desligar o celular e se desconectar das notícias?

Veja o processo de desenho e pintura da tirinha a partir do zero:

Os esboços desta tirinha estão publicados no Instagram secreto, exclusivo para apoiadores. Participe do grupo.